Como funciona:

Preencha o formulário

Complete os campos corretamente com suas informações e contato. Assim nossa equipe conseguirá te ajudar de forma mais assertiva.

Receba o contato de um consultor

Formulário enviado, em até 24h você receberá o contato de um de nossos consultores para tratar da sua solicitação. É só aguardar!

É hora de ajudar você

Durante a conversa, fique à vontade para tirar todas as suas dúvidas ou agilizar a contratação de seu plano de saúde. Estamos à disposição!

Precisa falar com nossa equipe imediatamente? Não se preocupe!

Você pode entrar em contato conosco pelo telefone 4020-4020.

Dúvidas frequentes

A coparticipação é uma forma de melhorar o custo-benefício do seu plano e mantê-lo ideal para suas necessidades de utilização. 

Em um plano com coparticipação, você terá mensalidades reduzidas e, ao realizar consultas e procedimentos diversos, fará o pagamento da coparticipação.

Mas não se preocupe! Os valores e percentuais da coparticipação sempre são pré-definidos em contrato e têm um teto máximo que pode ser aplicado. Além disso, você não precisa pagar nenhum valor na hora do seu atendimento e a coparticipação é cobrada em um boleto separado, próximo da mensalidade.

É importante saber ainda que a Unimed-BH não faz a cobrança de coparticipação para tratamentos (diálise, quimioterapia, radioterapia e transfusão).

Todos os planos Unimed-BH, exceto o Unimax – disponível para atender empresas – possuem coparticipação. Tudo para que você escolha o melhor custo benefício para seu tipo de utilização e fique confortável ao realizar suas consultas e procedimentos.

A Unimed-BH não possui planos que funcionam a partir da lógica de reembolso. Nossa ampla rede de médicos cooperados evita que você precise buscar por prestadores fora do plano e para evitar que você tenha que arcar imediatamente com qualquer tipo de procedimento ou tenha prejuízos com reembolsos limitados, a Unimed-BH trabalha apenas com o sistema de coparticipação, que é mais simples e confortável, sem pesar no seu bolso. 

A Unimed-BH possui a maior e mais completa rede de atendimento do estado, contando com mais de 5500 médicos cooperados e 340 prestadores de serviços, entre parceiros credenciados e rede própria. Cada plano possui sua rede de atendimento específica e para encontrar os estabelecimentos que atendem o seu plano, basta acessar o App ou o portal Unimed-BH.

A abrangência dos planos indica onde será possível realizar consultas e procedimentos agendados.

Nos planos Unimed-BH comercializados no e-commerce, você vai encontrar abrangência por grupo de municípios e regional.

Caso precise contratar um plano estadual ou nacional, você pode solicitar um contato de nossos consultores clicando aqui.

Vale saber que todos os nossos planos oferecem atendimento para casos de urgência e emergência em todo o país por meio do Sistema Unimed e você pode ficar tranquilo onde quer que esteja. Caso precise, basta buscar por uma unidade de atendimento da Unimed (no site, pelo telefone ou no app) e usar sua carteirinha para ser atendido.

Em contratações por CPF (Para você e sua família): 

O titular do plano é aquele que realiza a contrataçãoNos planos de saúde de contratação individual da Unimed-BH, podem ser incluídos como dependentes os cônjuges ou companheiros (união estável) e pessoas solteiras sob a guarda do titular do plano de até 18 anos, ou de até 24 anos caso sejam estudantes. 

 

Em contratações por CNPJ (Para MEI e Para sua empresa): 

O titular do plano é o beneficiário principal (o colaborador da empresa contratante)Nos planos de contratação coletiva da Unimed-BH, podem ser incluídos como dependentes os cônjuges ou companheiros (união estável) e pessoas solteiras sob a guarda do titular do plano de até 18 anos, ou de até 30 anos caso sejam estudantes. 

Em todos os casos, o vínculo entre o titular do plano e os dependentes deve ser comprovado e é preciso consultar o contrato do seu plano para obter mais informações sobre os valores, carências e outras regras aplicadas à inclusão de dependentes. 

No caso dos planos de contratação individual ou contratação coletiva em empresas com até 29 vidas, pode haver a exigência do cumprimento do prazo de carência, respeitados os limites impostos pela lei: 24h para urgência/emergência, até 300 dias para parto a termo, até 120 dias para cirurgias ambulatoriais e até 180 dias para demais procedimentos.

Nos casos de contratação coletiva em empresas com mais de 30 vidas, não é permitida a exigência do cumprimento do prazo de carência, desde que o beneficiário formalize o pedido do ingresso no plano em até 30 dias da celebração do contrato coletivo ou de sua vinculação à pessoa jurídica contratante.  

Nos casos de contratação coletiva por adesão, também não é permitida a exigência do cumprimento do prazo de carência, desde que o beneficiário formalize o pedido do ingresso no plano em até 30 dias da celebração do contrato firmado entre a pessoa jurídica contratante e a operadora de plano de saúde. 

Na hora de contratar um plano de saúde, você deve escolher o tipo de acomodação que terá em casos de internação ou realização de determinados procedimentos hospitalares: enfermaria ou apartamento.

A enfermaria é uma acomodação coletiva e nela você dividirá o espaço com mais um ou dois pacientes. Nela, acompanhantes só são permitidos para pacientes com menos de 18 anos e com mais de 60 anos. As visitas ocorrem nos horários previamente definidos, mas na enfermaria só é permitida uma visita por vez. 

O apartamento é uma acomodação individual e nela você terá um espaço exclusivo. Nela há uma maior flexibilidade para permanência de acompanhantes e também para realização de visitas nos horários previamente definidos. 

A enfermaria tem um custo de contratação menor, mas no final das contas, ao escolher a opção em seu plano, é importante considerar os outros pontos e ver o que é mais relevante para você.   

Os planos individuais ou familiares precisam de autorização prévia da ANS para aplicação de reajuste anual e estes são feitos seguindo os percentuais estabelecidos pela própria Agência.

Já os planos planos coletivos não precisam de autorização prévia da ANS para aplicação de reajuste. Assim, nos reajustes aplicados às mensalidades dos contratos coletivos, prevalecerá o disposto no contrato ou índice resultante de negociação entre as partes contratantes (operadora de plano de saúde e pessoa jurídica), devendo a operadora obrigatoriamente comunicar os reajustes à ANS. Nesses casos, o reajuste nunca poderá ser realizado em períodos inferiores a 12 meses de contratação – que serão contados da celebração do contrato ou do último reajuste aplicado e não do ingresso do consumidor ao plano.

Embora não haja a necessidade de prévia autorização da ANS, esta faz um monitoramento dos reajustes aplicados nos contratos coletivos.

Olá!

Como você deseja realizar sua contratação: